Meu Perfil
BRASIL, Sudeste, SAO PAULO, VILA MARIA, Homem, de 26 a 35 anos, Portuguese, Esportes, Games e brinquedos
MSN -



Histórico


Votação
 Dê uma nota para meu blog


Outros sites
 BLUFT
 Falo eu Fala Tu
 Blog do Maurão
 BLOG DA LILI PRATA... Divertida
 blogs do Juka Kfourie e Torero - comentam esporte


 
BLOG DO JÃO


Fim da primeira fase

Terminada a primeira fase os 16 classificados são:

Uruguai x Coréia do Sul

Estados Unidos x Gana

Alemanha x Inglaterra

Argentina x México

Holanda x Eslováquia

Brasil x Chile

 

Itália e França os últimos finalistas já se despediram do torneio e não deixarão saudades, assim como os outros eliminados.

Para o Brasil pegar o Chile foi a melhor possibilidade, visto o tipo de jogo da equipe Suíça. Espero agora grandes jogos, como foi o jogo entre Itália e Eslováquia não pela técnica mas pela emoção. Eslováquia que apostei minhas fichas na primeira fase (para passar de grupo) mas tinha me decepcionado, quando desisti eles resolveram jogar.

Agora vamos ver o que acontece, aposto em todos os times do lado esquerdo, os que passaram em primeiro nos seus grupos.

Até mais.



Escrito por BY JÃO às 17h52
[] [envie esta mensagem] []



fim da segunda rodada

Brasil ganhou, apanhou, bateu, fez o que eu esperava deste time mas pecou muito no quesito cérebro. Não pode perder um jogador como Kaka que precisa de ritmo de jogo.

Eu estava querendo ver Nilmar no time no lugar do improdutivo Robinho mas agora, pensando bem, o Brasil poderia ter seu lado esquerdo concertado. Já que quando o Kaka joga um pouquinho já engole o Robinho, podiam tirar o triatleta e colocar alguém pra dar o apoio que o lateral esquerdo precisa, como faz Elano com o Maicon. Não gostaria do Gilberto, mas o Ramires viria bem.

Quanto aos outros times, estou vendo a Espanha agora, joga muito bonito mas não sabe definir o jogo. A Itália não tem time, é ruim do zagueiro ao ponta esquerda. O Chile tem o mesmo problema da Espanha e é mais frágil ao meu ver, tem menos jogadores bons. A Holanda não se definiu ainda e é de times assim que tenho mais medo, pois tem qualidade escondida. A Alemanha parece que se deslumbrou com o primeiro jogo, apesar de que jogar com um a menos prejudicou o time, que mesmo assim tinha obrigação de ter ganho. Inglaterra está sem força, com Rooney meia boca não tem poder ofensivo. O México é um time muito rápido e aguerrido, talvez seja a melhor surpresa até aqui. A França sem crise já seria um time ruim, em crise é ridículo. A Argentina ainda não pegou um grande ataque, vamos ver se sua fraca defesa vai agüentar um ataque mais incisivo.

Hoje Portugal mostrou o que tem que fazer. Depois de sofrer durante todo o primeiro tempo, aproveitou a falta de pernas dos asiáticos pra massacrar no segundo tempo. Cristiano Ronaldo em fase de azar mandou bola na trave novamente, ficou no quase durante bom tempo, mas acabou fazendo na marra o seu. Apesar disso deu várias assistências. Ele e Messi já jogam no seu nível de clubes.

Nossos adversários vão sair entre Espanha, Chile e Suíça, o último é o mais fraco porém é o time que eu não gostaria que o Brasil enfrentasse pelo seu estilo. Espanha e Chile encaixam seu jogo para o Brasil, são times que avançam e devem se oferecer para a principal arma brasileira. Acho difícil o Brasil não enfrentar a Suíça. Suíça deve fazer uns 2 gols no máximo. E se Espanha ganhar deve passar em primeiro pelo saldo ou se for o Chile ou empate ficará em primeiro por pontos.



Escrito por BY JÃO às 17h24
[] [envie esta mensagem] []



Dunga não mude

Se mudar mude para concertar nosso lado esquerdo, tirando o Robinho e colocando um meia por ali.

Lembremos, estamos na Copa do Mundo, não num torneio de pontos corridos. Armar uma seleção leve, de toque e pouca marcação é arriscar um jogo e esquema que está dando certo faz 3 anos. Este time joga quando precisa, não contra os café com leite. De que adianta golear a pobre Coreia e ficar a mercê de perder o jogo como a Alemanha fez arriscando seu futuro?
A zebra está solta é bom tomar todo o cuidado.

Amanhã 2x0 Brasil... mais um gol do Elano e um do artilheiro Luis Fabiano.



Escrito por BY JÃO às 18h00
[] [envie esta mensagem] []



fim da primeira rodada

Terminada a primeira rodada da Copa a impressão é que os times ainda não estão 100% nem física nem tecnicamente. Além disso tem a questão da bola, o pessoal tá chutando e ela tá subindo, mais uns treinos e vamos começar a ver mais gols (até porque menos não é possível). Mas a média de gols não é tão ruim apenas por culpa da malfalada Jabulani, a coitada é também maltratada. Vimos nesse início de copa poucos times que tem qualidades ofensivas, a maioria se classificou sendo bom na armação defensiva. Outro fato é que mtos dos principais jogadores estão contundidos ou em recuperação. Itália sem Pirlo, Costa do Marfim sem Drogba, Brasil com Kaka fora de forma, Portugal sem Nani, Espanha com Fernando Torres em recuperação, Inglaterra com Rooney no sacrifício.

Preocupante agora será por exemplo se Espanha não superar Honduras, Brasil não ter bom desempenho contra um time menos retrancado, Argentina não fazer valer seu poderio ofensivo, etc.

A Alemanha fazer 4 gols foi apenas um acaso, não acredito que eles tenham uma média tão alta assim durante mto tempo, apesar da fraca chave em que está.

O futebol está cada dia mais retrancado e isso é demonstrado nesta copa



Escrito por BY JÃO às 15h41
[] [envie esta mensagem] []



Decepção?

Sobre o Brasil ontem, apostava numa vitória fácil contra um adversário fácil. Não foi o que aconteceu como todos sabem. Tanto pelo ritmo do time quanto pela postura tática do adversário.

O Brasil como toda copa trabalha forte a parte física antes do inicio e muito provavelmente os jogadores ainda estão sentindo o peso nas pernas da “pré-temporada” (eu devia ter pensado nisso ao palpitar no bolão). Além disso jogar a zero graus não deve ser fácil, nas nossas peladas agora no inverno já é difícil conseguir começar a correr. Outro grande problema que já devia ser esperado é a postura norte-coreana, já que este Brasil é projetado para o contra-ataque.

Problemas sérios que eu vi foram a péssima pontaria e falta de força nos chutes do Robinho e a péssima forma técnica do Luis Fabiano. Pra mim o Robinho mata o lado esquerdo da seleção. Pobre Michel Bastos e todos outros que passaram pela lateral esquerda, não tem um Elano por ali pra auxiliar e ainda tem o dever de entregar pra um Robinho que não sabe tocar a bola sem fazer uma firula. Claro que o cara é habilidoso, sabe jogar, mas faz muito pouco pro tanto de bolas que recebe e que perde.

Kaka está notoriamente em evolução física e técnica acredito muito que ele vai estar bem contra Portugal.

Um jogador que eu tinha receio devido as últimas contusões era o Juan, que foi o melhor da defesa. Os avanços do Lucio que parecia estar jogando na várzea ontem me preocupam apesar de achar que ele não fará isso em jogos complicados. O gol sofrido pra mim foi uma mistura de sorte, relaxamento e também da mudança de postura do time, que se abriu muito.

Elano fez o que se esperava dele, ajuda, marca, apóia e dá apoio ao Maicon, um gol dele e um gol por passe dele. Já Nilmar que pra mim seria titular ontem em 5 minutos fez mais que o Luis Fabiano o jogo todo, prova que sua velocidade é importante.

Por fim, os 3 pontos são mais importantes que qualquer avaliação no momento.



Escrito por BY JÃO às 09h55
[] [envie esta mensagem] []



Todos juntos vamos, pra frente Brasil

Hoje meus palpites até agora me levaram lá pra baixo no Bolão, apostei em Eslováquia e Portugal. Se tudo correr bem o Brasil deve ganhar os 3 jogos, tendo mais dificuldade contra Costa do Marfim do que contra Portugal. Agora a tarde o escrete selecionado por Dunga pega a seleção pior ranqueada na Fifa, a tal da Coréia do Norte. Ser uma incógnita hoje no futebol não é ser uma surpresa e sim um time ruim. Coloquei 6x0 no bolão espero que consiga me recuperar dos fiascos da manhã.

Aliás agora é hora de todos pararem de cornetar e torcer. Agora por favor não torçam com vuvuzelas, já não sei o que vai ser mais chato o Galvão ou o barulho das cornetas infernais. Acho que vou ver o jogo na Globo com o som do rádio...

Acredito que hoje o Brasil vai demonstrar que mais do que Kaka tem um bom time, bem entrosado e com um ótimo esquema tático. Espero que o Luis Fabiano já dispare na artilharia fazendo 3 gols, mais 1 de Michel Bastos cobrando falta, um de Juan e um de Nilmar.

Bom jogo a todos, pra frente Brasil.



Escrito por BY JÃO às 14h04
[] [envie esta mensagem] []



Sem surpresas

Por enquanto apenas surpresas negativas até aqui. A seleção em que aposto minhas fichas começou melhor que eu esperava, a Alemanha enfiou 4 na Austrália jogando tudo que eu esperava e mais, fazendo o jogo ficar vistoso.

Me surpreenderam negativamente a seleção de Camarões e da Servia.

A Argentina mostra deficiência na defesa como nas eliminatórias. Em dias que jogar sem inspiração ofensiva como ocorreu diante da Nigéria pode se complicar.

A França sofre muito com o seu fraco técnico. Além disso seus avantes são fracos ou estão em má forma.

A Inglaterra com Rooney debilitado não tem mtas chances. Mesmo com ele em forma seria complicado jogar apenas com um bom atacante. Além disso seus dois meias Gerrard e Lampard tem que se preocupar muito com a defesa que sem Ferdinand já não é a mesma. Um time que jogue abrindo o jogo pelas laterais tem grandes chances contra a Inglaterra. Além disso nem preciso falar que o time sofre com a ausência de um grande goleiro.

Outra coisa que me surpreendeu é que menos de meio jogo já foi suficiente pra saturar meus ouvidos tanto de Galvão (e isso pq nem foi jogo do Brasil) quanto do Luciano do Vale. O segundo fica meio jogo pra acertar o nome de um jogador, geralmente quando ele acerta o cara já foi substituído.

Daqui a pouco entram em campo Itália e Paraguai. Coloquei 0x0 no bolão mas to achando que será 1x0 Paraguai gol de Lucas Barrios. A Itália já não tem grandes craques e os poucos que tem não jogarão, além disso seu forte que sempre foi a defesa já não é mais a mesma, a única coisa que mantém é o esquema retranqueiro.

O duro tem sido torcer pelos placares do bolão. 1x1, primeiro torce pra um time fazer um gol, depois pro outro, depois pra nenhum fazer mais nada é uma das poucas vezes que torci pros dois times na mesma partida.



Escrito por BY JÃO às 15h23
[] [envie esta mensagem] []



Abertura

Africa do Sul e Mexico abriram num 1x1 que me custou 8 pontos perdidos no bolão....

apostei no 2x1 para o time da casa mais por influencias que eu acreditava por parte da arbitragem do que necessariamente por seu futebol.

No frigir dos ovos a arbitragem não interferiu no jogo, a Africa meteu uma bola na trave aos 44 e podia ter tido um penalti marcado a seu favor, coisa que aconteceria em caso da minha teoria ser verdade.
Os dois times não devem ter grandes pretenções, mas nestes jogos conhecemos jogadores que nunca tinhamos ouvido falar, talvez craques consagrados daqui a alguns anos.

Agora estou assistindo no meu celular (que pega muito mal) o jogo entre França e Uruguai, time de alguns grandes jogadores, poucos mais tem alguns em campo.  Forlan e Ribery fazem o duelo dos astros neste jogo. Apostei no empate neste bolão.

por enquanto vou ganhando.



Escrito por BY JÃO às 15h46
[] [envie esta mensagem] []



A minha primeira derrota em Copas

 

Para 98 o Brasil não precisou participar das eliminatórias, apesar disso o time era muito mais conhecido por mim e por meus amigos na época. Com o sucesso de Romário após a copa de 94 começamos a prestar mais atenção no Espanhol que tinha Ronaldo arrebentando.

A primeira grande decepção foi o corte de Romário.

Em 97 a seleção tinha sido campeã da Copa América pela primeira vez atuando fora dos seus domínios (não que eu lembrasse disso mas o Wikipedia é um grande parceiro deste blog). Lembro até que Romário voltava pra armar o jogo pro Ronaldo e os dois faziam boas tabelas.

A seleção tinha grandes jogadores, diferente de 94 nesta época tínhamos uma safra com jogadores de grande habilidade, tínhamos dribladores como Denílson e Edmundo em grande fase, o matador Romário, um meio campo com bons volantes e tínhamos Ronaldo o Fenômeno melhor do mundo disparado e jogando demais.

Também alguns jogadores como Tafarel e Dunga que eram contestados passaram a ser unanimidade depois de 94.

Apesar disso esta seleção com um poderio ofensivo tão forte tinha um problema que era escondido, a fraca defesa. Se em 94 a defesa que passou de reserva à melhor zaga da copa por conta da contusão dos zagueiros titulares a de 98 tinha Aldair que era remanescente da dupla com Marcio Santos além de estar velho tinha ao seu lado o inconstante e descabeçado Junior Baiano. Além disso nosso meio de campo passava por uma reformulação, era leve com dois meias muito ofensivos Rivaldo e Leonardo, César Sampaio o segundo volante subia bastante também deixando Dunga sobrecarregado.

Já classificados tivemos um tropeço diante da Noruega do atacante Tore André Flo (que era o melhor cabeceador no Winning Eleven).

Depois passamos fácil pelo Chile. Contra a Holanda outro jogo de arrepiar como em 94 (esqueci de contar que contra a Holanda que foi o melhor jogo do Brasil, um primo meu resolveu casar bem no horário do jogo e não assisti a partida, sem comentários) desta vez passamos nos pênaltis com duas defesas de Tafarel. A Holanda tinha um esquadrão nesta época.

A grande final chegava com o Brasil em estado de êxtase contra uma França que chegou desacreditada na Copa e que passou aos trancos e barrancos, pelo menos era esta a visão dos brasileiros. Então desconhecidos a França possuía uma grande seleção com uma das melhores defesas com Blanc e Desaily, laterais Thuram e Lizarazu, no meio existia um monstro chamado Zinedine Zidane, além de Djorkaef, Pires, Boghosian, Petit, Dugarry, o ataque realmente era o ponto fraco do time como diziam, tinha apenas Trezeghet e Henry.

Houve um certo episódio de Ronaldo como todos conhecem, como também conhecem o resultado do jogo.

Depois de muito remoer essa derrota reconheço o time francês como um grande selecionado, e quem analisar os nomes que coloco acima vai entender.



Escrito por BY JÃO às 15h42
[] [envie esta mensagem] []



Palpiteiros

Hoje começam dos jogos da 19ª Copa do Mundo. Com eles iniciam-se os tradicionais bolões, hoje não tão tradicionais já que muitos tem ajuda tecnológica, os palpites, as torcidas e secações.  Ontem uma amiga pediu-me para avaliar seus palpites para saber se tinha chances, ora até Honduras tem chances de ser campeão, Copa é Copa, não pontos corridos. Este alvoroço que se faz em cima da Copa além dos 4 anos de espera se dá pelo tipo de competição que é onde todo jogo é uma final. Sinto falta disso no Brasileirão.

A verdade é que por ser uma competição de mata-mata e em tiro curto tudo pode acontecer. Em um confronto comum, África do Sul não teria chances contra França, Uruguai ou México, nesta Copa por jogar em casa com a sua torcida a favor e principalmente por nunca um time da casa (pelo menos que eu me lembre) ficar de fora da segunda fase, terão bons olhos da arbitragem. Outros times mesmo com um selecionado mais fraco tem tradição que pesa muito em decisões. Além disso hoje os esquemas táticos são tão importantes quanto a técnica dos jogadores, por isso times como a Grécia que são especialistas em jogos mata-mata atuando retrancados e no contra-ataque podem ter grandes chances.

Agora é esperar pra ver o que acontece, e bons palpites...



Escrito por BY JÃO às 09h04
[] [envie esta mensagem] []



Começa o Jogo

Inicia-se o maior espetáculo da terra, pelo menos pra maioria de nós brasileiros, e com ele vem a grande euforia que toma conta deste povo de 4 em 4 anos.

Antigamente parece que as coisas eram mais curtidas em grupo e agora não tenho visto isto. Não vi muitas ruas pintadas o que antigamente era feito em 99% dos logradouros. Parece que a globalização prejudica um pouco a união física para dar ênfase a uma união virtual. Vejo que notícias são mais devoradas do que nunca, a aclamação, pra não dizer babação de ovo em cima das seleções é absurda até mesmo com as mais medíocres.

Muitas coisas tem evoluído na cobertura de eventos esportivos. Imagens mais bonitas, mais câmeras, mais repórteres. Agora o conceito de programa esportivo que já passou por muitos formatos tem caminhado para uma coisa mais jovem e descontraída. Os gols do Fantástico nas mãos do Tadeu Schimidt tornaram-se um bloco maior e com muitos atrativos diferentes, o diário Globo Esporte com a apresentação do Tiago Leifert ganhou novo formato muito mais moderno também. Não que tudo seja melhor, mas os programas ficaram mais legais a meu ver.

Agora vejo começar a Copa e me sinto obrigado a acompanhar a narração e os comentários ou de Galvão Bueno ou de Luciano do Vale que monopolizam a anos estes grandes eventos. Não tem coisa mais chata que os exageros nos comentários do global, sem falar todo o monte de arrogância e prepotência que vem junto da sua visão do esporte. Luciano do Vale carrega também uma grande dose de exagero, sem falar que seus comentários são por várias vezes toscos. Ainda perdemos o irreverente Silvio Luiz cortado da delegação da Band na prorrogação. Se pelo menos as transmissões da TV a cabo não fossem tão atrasadas.

Bom, agora é torcer pra que um dia inovem nas coberturas dos jogos como vem acontecendo com os programas esportivos. Imagina se tivesse uma opção de narração e comentários irreverentes e descontraídos? Talvez o público melhore e as nossas patroas gostem mais do nosso querido esporte....



Escrito por BY JÃO às 17h06
[] [envie esta mensagem] []



Quase parando

O Brasileiro tem mais duas rodadas antes de parar para a Copa e as coisas são mto estranhas no início de campeonato o Palmeiras que vive no olho do furacão está com a mesma pontuação do time da moda, o Santos.

Ceará que é ainda candidato ao rebaixamento no meu ver é vice-lider. O campeonato só vai se desenhar de verdade após a janela de transferências fechar o que ocorrerá um tempinho após a copa. Esta janela não deve ter mta força como não teve a última já que a crise européia ainda está bem viva, apesar disso com os pobres elencos de nosso futebol atual qualquer perda é uma perda sentida.

Neste momento o Brasil vai vencendo por 3x0 o poderoso Zimbábue. Outro dia lendo uma entrevista do Julio Baptista ele falou uma frase muito boa, disse que não são eles que impõe respeito nas outras seleções mas sim as 5 estrelas que carregam no peito.

Não vejo a hora de sair de férias para acompanhar todos os jogos possíveis da Copa, apesar de que é capas de por estar de férias não conseguir ver nenhum jogo...rs



Escrito por BY JÃO às 12h01
[] [envie esta mensagem] []



Inter campeã da Champions.

Sábado passado a Inter de Milão sagrou-se campeã do mais importante torneio de clubes, a Liga dos Campeões da UEFA. Alguns fatos interessantes são os renegados que fizeram parte da final, Lucio ex-Bayer, Sneider e Roben os holandeses rejeitados pelo Real Madrid, Etoo do Barça que foi trocado pelo Ibra, alguns excluídos de suas seleções na copa como Cambiasso, Zaneti, Tiago Mota. Lucio nunca chegou na final da Champions pelo Bayer, que desta vez estava na final, ou seja os dois tiveram resultados melhores separados. Sneider e Roben foram os melhores jogadores dos dois clubes durante todo o campeonato, mas foram dispensados o Real Madrid que fica pelo caminho a muitos anos. A única coisa que se pode ter certeza é que Etoo é o melhor jogador do mundo, já que foi o único bicampeão e também foi um dos protagonistas no título do Barcelona “Era Ronaldinho Gaúcho”.

Outra lição é a que o futebol de resultados de Mourinho realmente dá resultado, defendendo a seleção de Dunga. Claro que tudo é questão de competência e sorte, se o Barça no seu massacre faz mais um golzinho no final, hoje estaríamos aqui falando que o futebol arte é o que há... que a seleção deveria ser o Santos e ponto.

Corrigindo uma injustiça, eu comentei aqui que não temos nenhum jogador entre os 5 melhores do mundo hoje. Realmente se fizermos o rankiamento tradicional que só pontuam bem os atacantes não teremos mesmo. A uns 2 anos o Brasil vê seus principais avantes estarem em fase inferior aos concorrentes. Agora se levar em conta as posições de cada atleta, hoje temos melhor goleiro, lateral direito 1º e 2º e também o melhor zagueiro.

Bom, é isso. Preciso colocar umas coisas em dia para poder voltar a postar mais regularmente. Até lá!!



Escrito por BY JÃO às 15h22
[] [envie esta mensagem] []



Minha primeira COPA

Minha primeira Copa de verdade foi a de 94. Em 90 com 8 anos não lembro direito dos jogos, na época não gostava muito de futebol nem assistia jogos ou entendia posições ou o próprio jogo. Já 94 eu com 12 anos já era torcedor, esportista praticante e apaixonado pelo jogo. Em 94 fiquei muito feliz de ter um jogador do meu time na seleção (Viola), já tinha acompanhado as sofridas eliminatórias, conhecia alguns veteranos de seleção como Tafarel, já criticava algumas escalações e opções. Quando Romário apareceu eu não fazia nem idéia de quem fosse, o craque da seleção pra mim era Bebeto. Naquela época eu não acompanhava os campeonatos europeus, e acho que assim era com a maioria, o mundo não era globalizado.

Quando a Copa começou lembro que assisti o primeiro jogo na casa de amigos meus que eram vizinhos. Reparamos logo na execução dos hinos a má forma de Raí que logo depois perdeu a posição pro Mazinho. Criticávamos o jogo do Zinho que prendia a bola, também não queríamos que Branco fosse o titular da lateral esquerda porque era muito lento. Um dos mais criticados na época era o goleiro Tafarel, pra nós Zetti era muito mais goleiro, porém no final ele acabou sendo o herói do campeonato e também na próxima Copa sempre sendo um gigante nas cobranças de pênalti.

Como em 82, 86 e 90 eu não acompanhei as seleções não sofri, cheguei em 94 ileso e logo já fui campeão talvez nem tivesse tanto sabor. Não achava brilhante aquela seleção, porém a garra e o sofrimento me fizeram gostar muito do título. Jogaram feito homens, com amor e patriotismo. Jogar com honra e vibração, com dedicação é muito mais o espírito que eu quero do que o talento displicente e envaidecido. A minha Seleção representa meu País, eu gostaria muito que meu país fosse um país com brio, com garra, não um lugar que em se plantando tudo dá mas que o povo tem preguiça de plantar. Não queria que meu país fosse o país do Carnaval, mas o país que é feliz por suas conquistas de luta. Não que nosso país seja um lixo não é isso, mas prefiro nossa imagem de gente guerreira à de gente festeira e irresponsável.

Em 94 conquistei meu primeiro campeonato mundial de seleções de futebol, mais que isso conquistei orgulho de uma camisa levada com raça e talento para o lugar mais alto do pódio. O então desconhecido Romário (o marrento) e Dunga um dos poucos que me trazia lembranças de 90 e que pela garra conquistou meu apreço são ídolos que trago até hoje, coisa que não sei se eu conseguiria se fossem apenas bobos da corte.



Escrito por BY JÃO às 17h07
[] [envie esta mensagem] []



Linha do Tempo

Como agora o Brasil começa a respirar Copa, eu e o Blog não seremos diferentes.

Os posts serão muito repetitivos as vezes, até porque a vida é assim.

Hoje estava lendo mais uma crítica por não levarem o Ganso e o Neymar. Aliás hoje se o Santos se classificar elas ganharão nova força amanhã, se perder a classificação começarão a esquecer e até a se contradizer.

Bom, tentando fazer um raciocínio para entender/explicar a lógica e coerência do homem mais importante do Brasil em ano de Copa vou traçar uma micro linha de tempo da formação do grupo de 2006 pra cá.

 

- 2004

            Copa América, Brasil entra com time misto, chega a final aos trancos e barrancos. Na final empata com garra e noite inspirada de Adriano. Ganhamos nos pênaltis da então favorita Argentina que jogava futebol alegre com muitos craques em campo.

- 2005

            O Brasil com time 99% titular joga a Copa das Confederações e massacra a Argentina. Agora joga um futebol vistoso e é criado o tal do “Quarteto Mágico”

- 2006

Parreira convoca sem surpresas a seleção do povo que jogava com 4 homens de frente (ainda pediam que jogasse com 5 incluindo Robinho). Além disso os volantes eram Zé Roberto e Emerson (ambos meias de origem). Criticas somente a Emerson, gostariam de Juninho Pernambucano no seu lugar. Nosso grande problema era a zaga fraca e instável formada por Lucio e Juan, ponto fraco da equipe.

O clima é de Oba-Oba. Futebol bonito, ganhou tudo que disputou nos últimos anos desde a Copa de 2002, temos os melhores jogadores do Mundo e nem o técnico do tetra está teimoso.

O time passa com futebol sofrível na primeira fase da Copa, critíca-se a forma de Adriano e Ronaldo, pede-se insistentemente Robinho no time titular (o duro era tirar o herói do penta e o grande Imperador da Copa América. No último jogo da primeira fase o Brasil com time reserva faz a melhor apresentação (4x1 sobre o já eliminado Japão) com Robinho no lugar de Adriano. Comoção Nacional pela substituição.

Contra Gana, fáceis 3x0, fim da crise.

Jogo contra a França, o Brasil muda seu esquema, entra Gilberto Silva no lugar de Emerson e Juninho Pernambucano no lugar de Adriano. Substituições essas feitas contra Gana e aplaudidas pelo país. A França ganha de 1x0 gol em cobrança de falta. Depois do jogo comentários de que ninguém “bateu” em Zidane que sozinho destruiu o Brasil na grande vitória por 1x0. França tinha passado ao ganhar por 3x1 da fraca Espanha que nunca chega a lugar nenhum.

Após o retumbante fracasso Brasileiros pedem a cabeça dos medalhões. Queremos raça na seleção. No Brasil só se salvou a dupla de zaga magnífica de Lúcio e Juan.

Queremos novamente Felipão para Seleção.

- 2007

            Após Dunga (símbolo da raça na seleção) assumir o cargo de técnico, começa a caça as bruxas. Ronaldo, Ronaldinho, Adriano, Kaka, Roberto Carlos estão fora dos planos.

            Copa América, terminamos em 2º na primeira fase atrás do México. A Argentina novamente sobra na competição.

                        Na segunda fase massacramos o Chile, 6x1 encontramos o caminho. Pegamos o Uruguai, empatamos e passamos nos pênaltis (neste jogo tomamos gol de El Loco Abreu hoje no Botafogo).

                        Final, pegaremos a Argentina que meteu 3x0 no México, nosso algoz da primeira fase. Ganhamos, 3x0 primeiro gol da seleção feito por Julio Baptista, melhor jogador do time na partida. Nesta seleção não tinha Kaka, Ronaldinho. Nesta época nem os vizinhos sabiam quem era Neymar e Ganso.

- 2008

            O Evento do ano é Olimpíada. Nosso país entra com um craque imposto, Ronaldinho. Bom tomamos um sacode da Argentina, não vemos a cor da pelota.

- 2009

            Após muito sofrer para achar o time ideal já que não ganhávamos em casa contra times como Bolívia, Brasil encaixa seu jogo com Felipe Melo como segundo volante. Classificamos em 1º Lugar nas eliminatórias. Destaques para goleadas contra Uruguai e Argentina. Neymar é rotulado de pipoqueiro. Ganso ainda não é conhecido. Depois os dois vão para o Mundial Sub-20 onde o Brasil não passa da primeira fase - correção feita pelo meu amigo Marcelo, o Brasil chegou na final e perdeu pra Gana nos penaltis.

            Ganhamos a Copa das Confederações, sofremos para atacar, mas a nação vibra com a raça do time que vira a final contra os EUA.

            Após título da Copa do Brasil Ronaldo é pedido na seleção, mesmo fora de forma.

            Adriano volta a seleção.

- 2010

            Seleção este ano só quando chegar a Copa. Até lá vamos vendo nossos jogadores não irem bem em seus clubes. No Brasil Neymar e Ganso fazem miséria no campeonato Paulista. O Santos é uma maquina de fazer gols, Goleadas impiedosas contra os times do Interior. Na final do Paulista 3x2 nos dois jogos contra o Santo André, o segundo contra ainda com um gol legal mal anulado para o time do ABC paulista. Pelo regulamento do torneio o Santos é campeão pela vantagem do empate.

            Seleção convocada, nenhuma novidade. Dos jogadores apenas Grafite e Michel Bastos são pouco testados no time entrando nas vagas de André Santos (envolvido em escândalos após ir para o futebol turco) e Adriano que demonstrou total desleixo no ano. O povo clama por Ronaldinho Gaúcho, Ganso e Neymar e contra Julio Baptista, Grafite, e outros jogadores.

 

Bom, amanhã a história pode mudar um pouco como disse acima.

Vale lembrar que muitos pedem símbolos do passado na seleção, passado que foi descartado em 2006. Muitos esquecem dos outrora heróis das Copas Américas e Copa das Confederações. Muitos lembram que antes de 2006 também ganhamos as Copas citadas.

Parreira também foi coerente, mas nunca escalou o time que foi pra Copa, que só perdeu quanto mudou o seu esquema e perdeu de 1x0 num lance isolado de uma seleção com jogadores consagrados como Zidane e Henry.

Hoje temos a raça que foi cobrada de 2006. Não temos o clima de já ganhou e nem um esquadrão que amedronte os adversários, não há brasileiros entre os 5 melhores do mundo hoje (e isso não é culpa do Dunga há de se destacar).

 

Amanhã venho escrever (ou não) sobre Copa, mas sobre a minha experiência de torcedor.



Escrito por BY JÃO às 17h18
[] [envie esta mensagem] []




[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]